Cantuquiriguaçu
 
Condetec
 
Municípios
Projeto de reflorestamento de áreas indígenas terá apoio da iniciativa privada

Araupel e Tractebel Energia vão contribuir com mudas de árvores, num projeto desenvolvido pela associação dos municípios e prefeituras


Foi lançado oficialmente nesta semana um projeto experimental de reflorestamento em áreas de terras, localizadas nas aldeias indígenas de Nova Laranjeiras, Espigão Alto do Iguaçu e Laranjeiras do Sul. De acordo com a gerente administrativa e financeira da empresa Araupel, Renata Pisoni, os técnicos da empresa vão fazer um levantamento das áreas para ver a melhor forma de contribuir com o projeto. Que deverá contar com o apoio na disponibilização de mudas e na assessoria técnica de plantio e o cultivo. O cacique Sebastião Tavares disse que essa parceria veem em boa hora, que a intenção é buscar novas parcerias para tornar a área produtiva, seja no cultivo agrícola, como o reflorestamento e a recomposição de mata nativa, as margens de rios e nascentes. O presidente da Cantuquiriguaçu e prefeito de Quedas do Iguaçu, Edson Prado “Jacaré”, destacou que são várias as demandas e necessidades das aldeias, que são necessárias diversas ações públicas para amenizar alguns conflitos e a melhora da qualidade de vida desses povos. “O apoio dos membros da associação tem sido fundamental para algumas dessas ações e agora com a participação da iniciativa privada os projetos tende em avançar”, enalteceu Jacaré. O prefeito de Espigão Alto, José Nilson Zgoda lembra que no passado até se tentou fazer algumas ações neste sentido, mas que não naquele momento não houve o apoio necessário dos indígenas e a Funai. 
Mudas nativas e programa de visitas
Na Tractebel Energia os indígenas receberam a notícia da liberação imediata de 3 mil mudas de frutas e árvores nativas. O gerente da Usina Hidrelétrica de Salto Osório, Antônio Carlos também formalizou convite para que alunos das escolas em aldeias indígenas da região, participem do programa de visitas, para conhecer o processo de produção de energia e a estrutura da usina hidrelétrica de Quedas do Iguaçu. As duas empresas citadas na matéria possuem áreas de produção de mudas, com viveiros e laboratórios de pesquisas para o setor de reflorestamento. Somente a aldeia Indígena Rio das Cobras é composta de dez aldeias, das etnias Caingangues e Guarani, com cerca de 2,5 mil pessoas. Numa área de estima em 18 mil hectares de terra. 

CREDITO. Assessoria Cantu
Prefeitos da Cantu
Cantuquiriguaçu - Rua 7 de Setembro, 2160 - Laranjeiras do Sul, PR
Fone: (42) 3635 1854