Cantuquiriguaçu
 
Condetec
 
Municípios
Paraná - Prefeituras não pagam e comprometem início de operação do Samu Oeste


Embora o Samu Oeste (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) seja considerado de extrema importância para dar dinamismo a esse tipo de atendimento na região, uma vez que passará a atender 18 municípios da 20ª Regional de Saúde de Toledo e 25 da 10ª Regional de Saúde de Cascavel, ao que tudo indica as gestões municipais não estão dando tanta relevância assim ao serviço.

 

Isso porque em assembleia realizada em abril os 43 municípios chegaram a um acordo sobre o valor a ser pago a título de implantação do Samu Oeste.

 

Na época, o aporte firmado foi de R$ 1,69 per capita para cada cidade. No entanto, após seis meses, 70% delas ainda não quitaram essa dívida. Ou seja, dos 43 municípios, 30 estão inadimplentes com o Samu Oeste.

 

Sem esse aporte financeiro, os avanços do serviço estão ainda mais comprometidos, afirma o secretário-executivo do Consamu (Consórcio Intermunicipal do Samu Oeste), José Peixoto da Silva Neto. “Não tenho como contratar profissionais se os municípios não recolherem os valores, pois não há como arcar com a folha de pagamento. E isso vai gerando mais atraso. Se não fosse o dinheiro repassado por municípios grandes como Toledo e Guaíra não teríamos condições nem de fazer as licitações que até agora já somaram mais de R$ 1 milhão”, detalha.

 

Segundo o secretário, nem mesmo os sucessivos atrasos para o início das operações justificariam o não pagamento do valor de implantação, uma vez que esse aporte é justamente o dinheiro que movimentará os primeiros trabalhos do Samu Oeste. “Não haveria razão para não ter sido recolhido, pois o dinheiro é para pagar despesas como uniformes, medicamentos, materiais cirúrgicos, pranchas, lençóis, móveis, computadores, ou seja, o que realmente é preciso para implementar o serviço. É diferente de eles não pagarem a mensalidade referente à manutenção do Samu Oeste, até porque o serviço ainda não começou, mas o recurso de implantação é fundamental nessa fase em que estamos criando o Samu”, frisa.

 

Para que os municípios devedores regularizem a situação e para que o compromisso seja reforçado, uma assembleia está marcada para o dia 30 de setembro, às 9h, na sede da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná), com os 43 municípios atrelados ao consórcio. Além desse assunto, também serão discutidas a análise e aprovação do Plano Anual de Trabalho e da proposta orçamentária anual de 2014, a deliberação sobre os casos de contratação temporária de empregados para o Consamu e a alteração nos valores a serem pagos a título de manutenção mensal.



Novidade

 A partir de 10 de outubro, o número 192 do Samu Oeste passará a tocar na sede do consórcio em Cascavel e à medida que as bases ficarem prontas o serviço será iniciado paulatinamente. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência atenderá 43 municípios do Oeste. Para isso, 23 ambulâncias vão atuar na região. Além do atendimento aéreo.












Por O Paraná


Prefeitos da Cantu
Cantuquiriguaçu - Rua 7 de Setembro, 2160 - Laranjeiras do Sul, PR
Fone: (42) 3635 1854